DESENVOLVIMENTO DA RESISTÊNCIA DO CONCRETO

ATUALIZE A PÁGINA CASO A PLANILHA NÃO APAREÇA ABAIXO ↓

PROCEDIMENTO DE CÁLCULO

Em diferentes cenários, como na validação do controle tecnológico do concreto, na verificação de elementos estruturais antes dos 28 dias ou no teste de um novo traço experimental, é viável fazer uso de cálculos matemáticos para estimar o desenvolvimento da resistência do concreto.
Utilize a ferramenta acima para traçar a curva estimada de desenvolvimento da resistência do concreto a partir de uma resistência parcial conhecida e o tipo de cimento utilizado no concreto em questão. O cálculo é uma adaptação do procedimento adotado na norma ABNT NBR 6118 : 2014 em seu ítem 12.3.3 Resistência de cálculo do concreto:

Sendo \beta _1 = f_{ckj} \div f_{ck}:

\textrm{}\beta _{1} = exp \left\{s[1 - (\frac{28}{t})_{}^{\frac{t}{2}}] \right\}

Onde:

s = 0,38 para concreto de cimento CPIII ou CPIV
s = 0,25 para concreto de cimento CPI ou CPII
s = 0,20 para concreto de cimento CPV – ARI

t = idade efetiva do concreto, em dias

O desenvolvimento da resistência do concreto é influenciado por diversos fatores, como a temperatura, a umidade e a composição do concreto.

JUSTIFICATIVA

Essa função é especialmente útil para aqueles que precisam verificar se um traço experimental tem potencial ou não de atingir a resistência de dosagem através dos resultados parciais de 3, 7 ou 14 dias, por exemplo. Ao perceber que os resultados estão abaixo do esperado, economiza-se tempo rodando um novo traço ajustado antes que o primeiro chegue aos 28 dias. Por outro lado, caso os resultados se apresentem muito superior aos valores esperados, pode ser viável rodar um traço ajustado visando a redução do consumo de cimento.

A estimativa do desenvolvimento da resistência do concreto também permite que os profissionais da construção civil tomem decisões informadas sobre a utilização do concreto, como:

  • Data de retirada de formas: As formas devem ser retiradas do concreto quando a resistência do concreto for suficiente para suportar as cargas que serão aplicadas na estrutura. Lembrando que o módulo de elasticidade do concreto, que tem influência direta na análise das deformações dos pavimentos, via de regra é relacionado ao fck (resistência característica do concreto). Quase sempre o único ensaio que se faz para avaliar a qualidade do concreto endurecido é a resistência à compressão de corpos de prova cilíndricos.
  • Tempo de cura: O concreto deve ser curado por um período de tempo suficiente para que a resistência do concreto atinja o valor especificado.
  • Avaliação da qualidade do concreto: A estimativa do desenvolvimento da resistência do concreto pode ser utilizada para avaliar a qualidade do concreto.

CONSIDERAÇÕES IMPORTANTES

Certamente trata-se de uma estimativa e o desenvolvimento real da resistência vai depender de uma série de fatores, porém os resultados são suficientemente próximos e justificam a sua utilização para esse tipo de análise.

A estimativa dos resultados não substitui o controle tecnológico do concreto a partir do rompimento de corpos de prova, sendo essencial para validar a resistência à compressão real do concreto lançado em obra. A norma que define o procedimento é a ABNT NBR 5739 : 2018 Concreto – Ensaio de compressão de corpos de prova cilíndricos.

Rolar para cima